PREFEITURA MEIO 1

Jair Bolsonaro √© alvo de operação contra tentativa de golpe de Estado

Dois assessores do ex-presidente Jair Bolsonaro foram presos nesta manhã: Filipe Martins, que era assessor para Assuntos Internacionais da Presidência; e o coronel do Exército Marcelo C√Ęmara, que era ajudante de ordens.

Por Luiz Ricardo em 08/02/2024 às 11:17:28

Dois assessores do ex-presidente Jair Bolsonaro foram presos nesta manhã: Filipe Martins, que era assessor para Assuntos Internacionais da Presidência; e o coronel do Exército Marcelo Câmara, que era ajudante de ordens.

As prisões foram feitas no âmbito da operação Tempus Veritatis deflagrada pela Polícia Federal apurar organização criminosa que tentou dar um golpe de estado no Brasil para obter vantagem política com a manutenção do então presidente Jair Bolsonaro no poder.

Outros alvos de mandados de prisão são o tenente coronel Rafael Martins de Oliveira e o coronel Bernardo Romão Correa Neto, que está nos Estados Unidos.

Nossa produção está procurando as defesas para ter posicionamento.

No total, 16 militares e o ex-presidente são alvo da operação.

O advogado de Jair Bolsonaro, Fabio Wajngarten, publicou na rede social que Bolsonaro vai entregar o passaporte em cumprimento à decisão judicial.

Os policiais cumprem 33 mandos de busca e apreensão, quatro de prisão e 48 medidas cautelares, como entrega de passaporte e proibição de ter contato com outros investigados.

As investigações indicam que o grupo se dividiu em dois núcleos para espalhar a suspeita de fraude das eleições de 2022, mesmo antes da disputa começar. O objetivo era viabilizar e legitimar uma intervenção militar, em dinâmica de milícia digital.

© Lula Marques/ Agência Brasil

Segurança Ex-presidente entregará passaporte; dois assessores foram presos Brasília 08/02/2024 - 10:22 Sâmia Mendes/ Sumaia Villela Gabriel Brum - repórter da Rádio Nacional Jair Bolsonaro Operação Policial Golpe de Estado quinta-feira, 8 Fevereiro, 2024 - 10:22 80:00
Comunicar erro
PATOESTE
PATOESTE 3

Coment√°rios